337030_789326_rafael_gagliano_18516

Domingo de sol e muito calor, bandeira vermelha e muitos acidentes acabaram atrapalhando as pretensões de Erik Mayrink e Gustavo Bandeira.

A terceira etapa da Stock Light, categoria de formação de pilotos para a Stock Car, teve a segunda corrida tumultuada neste domingo, em Londrina (PR), onde uma série de incidentes, bandeira vermelha e intervenções do safety car marcaram a prova.

Com todos os percalços a TMG Light Team acabou pontuando nas duas corridas com Erik Mayrink (15º e 11º) e Gustavo Bandeira (13º e 8º), onde na segunda corrida o piloto do carro #66 foi penalizado em 20 segundos por excesso de velocidade nos boxes na entrada para a parada obrigatória do pitstop.

Para o chefe da equipe, Robson Fernandes, os dois pilotos tem evoluído a cada etapa. “Os dois são estreantes na categoria e estão buscando a cada corrida experiência. Isso vem acontecendo e tem sido bastante positivo o entrosamento a cada etapa”, destacou.

O jovem Erik Mayrink lamentou os incidentes, que interferiram bastante no resultado da prova. “O resultado foi longe do esperado. Depois de um 19º lugar na tomada, conseguimos um 11º na geral e terceiro na rookie. Estávamos competitivos e só tenho que agradecer o empenho da equipe e o apoio do meu patrocinador PGG Chemical”, avaliou.

Para Gustavo Bandeira, o bom trabalho da equipe não se reverteu em resultado na pista. “Fomos rápidos nos treinos, mas não conseguimos uma volta boa na classificação. Na corrida 1, largamos em 16º, tínhamos ritmo para fazermos uma corrida de recuperação e fomos muito conservadores e não conseguimos buscar um bom resultado. Na segunda prova, após terminarmos em terceiro na categoria rookie, que premia os estreantes do campeonato, fui penalizado e caí para 18º. Uma pena, mas bola pra frente. Teremos dois meses de intervalo para com muito foco e trabalho buscarmos nossos objetivos”, explicou.

A Stock Light volta a pista daqui 90 dias para a quarta etapa da categoria.