imagem_release_1264878

Paranaense deixa o Velopark em quinto no campeonato, enquanto Átila termina em quarto a segunda corrida largando do box

A Shell V-Power conquistou seus melhores resultados até o momento na temporada 2018 da Stock Car. No Velopark, Ricardo Zonta brigou pela vitória na primeira bateria e terminou em segundo, enquanto Átila Abreu ganhou 27 posições na segunda corrida para terminar em quarto. Com esses resultados, Zonta deixa a etapa como quinto colocado na classificação geral com 47 pontos.

Na primeira bateria, Zonta e Átila largaram em quarto e quinto e mantiveram as posições nas primeiras voltas. No entanto, o sorocabano teve de abandonar devido a problemas de câmbio, e teve de esperar o trabalho da Shell V-Power para tentar alinhar na segunda prova.

Depois de uma relargada, Zonta perdeu duas posições e caiu para sexto, mas, com um ótimo desempenho do carro #10, conseguiu se recuperar. Com ultrapassagens e um ótimo trabalho de box, Ricardo ganhou terreno e subiu para segundo.

Após poupar disparos do push to pass, o paranaense partiu com tudo em busca da liderança nas últimas voltas e quase fez a ultrapassagem, mas terminou num ótimo segundo lugar, a apenas 0s6 do vencedor.

Com o problema do câmbio consertado em cima da hora, Átila partiu para a segunda corrida dos boxes. Como abandonou cedo a primeira prova, o piloto do carro #51 tinha feito apenas um disparo do botão de ultrapassagem e pôde usá-lo 20 vezes, sem contar o acionamento do Fan Push dado pelos fãs da Stock em votação pela internet – contemplado em Interlagos, Átila segue com 100% de aproveitamento em 2018.

Átila escalou o pelotão com manobras decididas e se posicionou em quinto depois dos pit stops após um bom trabalho da equipe. Enquanto isso, Zonta tinha outra atuação sólida, colocando-se em sétimo lugar mesmo com um reabastecimento mais longo, já que ele colocou menos combustível na primeira corrida.

O sorocabano saltou para o quarto lugar e tentou o pódio na última volta, mas não conseguiu a ultrapassagem. Já o paranaense colou no grupo dos cinco primeiros mas não houve tempo para mais ultrapassagens.

A próxima rodada dupla da Stock Car seria no dia 6 de maio, em Londrina (PR).

O que eles disseram:

“Na primeira corrida eu estava me mantendo numa estratégia de ficar em terceiro ou quarto economizando push, porque vi os ponteiros estavam gastando e eu conseguia chegar sem usar. Eu tinha uma diferença grande para o quinto colocado. Só que deu safety car e o quinto colou em mim, e na volta em que o quinto e o sexto me passaram eu não dei o push porque achei que a diferença era tranquila na reta principal> Daí no “S” um mergulhou e o outro aproveitou. Um puro erro meu porque deveria ter deixado o carro do lado de dentro que eles não me passariam. Aumentou a diferença para o líder, já que eu queria uma diferença administrável. Fizemos o pit mais agressivo possível e voltei a três segundos do líder, consegui chegar nele e tentei o máximo para fazer a ultrapassagem, mas ele usou os pushes dele. Na segunda corrida eu me posicionei bem nas largadas e relargadas, fiz boas ultrapassagens, mas no pit é claro que tivemos de colocar mais combustível. Sair daqui com o quinto lugar no campeonato mostra que temos condições de lutar pelo título”

Ricardo Zonta, piloto do carro #10

“Saio bem frustrado, é a terceira quebra em três corridas, não comemoro esse quarto lugar. Mesmo largando de último e terminando em quarto, fico bem decepcionado com o resultado”

Átila Abreu, piloto do carro #51

“Os dois pilotos fizeram a parte deles, o Zonta por pouco não ganha a primeira corrida e na segunda também fez tudo direitinho. A equipe mostrou evolução nos dois pit stops, fez bons pit stops nas duas corridas. Agora, a quebra é inadmissível, três seguidas… O Átila era para estar na briga do campeonato, mas ficou longe. Ainda deu para salvar 12 pontos, ele fez um corridão largando do box e passando todo mundo, mas é impressionante, a terceira seguida não dá…”

Thiago Meneghel chefe da Shell Racing

Resultado da primeira bateria:

1º C.Bueno – 41m17s304
2º R.Zonta – a 0s688
3º J.Campos – a 8s716
4º F.Fraga – a 8s974
5º R.Mauricio – a 12s308
6º L.Foresti – a 13s261
7º G.Casagrande – a 15s399
8º D.Serra – a 16s676
9º M.Gomes – a 17s984
10º A.Khodair – a 17s973*
*reclassificação por imagem

Resultado da segunda bateria:

1º D.Serra – 41m10s436
2º M.Gomes – a 1s484
3º J.Campos – a 8s460
4º Á.Abreu – a 8s688
5º F.Fraga – a 9s149
6º T.Camilo – a 9s336
7º R.Zonta – a 9s688
8º C.Bueno – a 12s220
9º R.Barrichello – a 12s870
10º A.Khodair – a 15s699

Classificação do campeonato:

1º D.Serra – 80 pontos
2º C.Bueno – 65
3º F.Fraga – 59
4º J.Campos – 55
5º R.Zonta – 47